Precisamos falar sobre depressão: Conscientização | Blog CNPH




PRECISAMOS FALAR SOBRE DEPRESSÃO

Por • 19 de Junho de 2017 • 2 Comments

Conscientização, tratamento e o que fazer para reduzir o estigma

A depressão é uma patologia psiquiátrica cuja a alteração principal é o humor ou afeto deprimido e geralmente vem acompanhado por alterações das atividades, aumenta o risco de transtornos de ansiedade, abuso de substâncias químicas como álcool, automedicação e outras doenças como diabetes e doenças cardíacas.

A nível mundial é considerada uma doença incapacitante relacionada a sentimentos de tristeza, pensamentos negativos, sintomas físicos e corporais, presentes na perda ou desinteresse pela vida.

Ela afeta duas vezes mais mulheres e crianças, com prevalência de 3,6% para homens e 6,7% para mulheres em um ano.

Apesar de ser muito comum, a depressão ainda é uma doença pouco reconhecida, muitas vezes pouco falada, seus riscos e consequências podem afetar a capacidade funcional, no trabalho, relacionamentos, inclusive apresentar riscos à vida.

Depressão

Discutir abertamente essa doença, pode auxiliar as pessoas que passam por isso, sejam elas pacientes, amigos ou familiares

O ponto de partida é discutir o assunto para esclarecer quais são os sinais, sintomas e tratamentos, a fim de sensibilizar os pacientes, familiares e a sociedade, para que possam compreender como ocorre este processo e com isso reduzir o estigma e ajudar o paciente.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a incidência da doença no Brasil chega a 320 milhões com depressão, onde 1 em cada 6 pessoas é acometida ao longo da vida.

Uma campanha da OMS com o slogan “Depressão: vamos conversar” visa informar o público em geral sobre as consequências da doença e como gerenciar o processo de adoecimento

Além do tratamento, quem sofre deste mal também pode tomar atitudes que melhoram o quadro da doença:

1. Praticar exercícios: a saúde da mente começa pelo corpo;

2. Manter a agenda em dia: estabelecer atividades para o dia.;

3. Alimentar-se bem: uma boa alimentação gera mais disposição;

4. Ocupar-se: frequente cursos, grupos de debates, palestras, atividades educativas e de aperfeiçoamento;

5. Cuide-se: esteja com a saúde em dia.

Deseja saber mais sobre produtos tecnológicos para tornar o controle de infecção hospitalar mais eficaz e seguro? Entre em contato conosco ou acesse nosso site.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos ou mande novas sugestões para a CNPH, pois ficaremos felizes em escrever novos conteúdos relacionados à área da saúde para você.

Siga-nos nas redes sociais. 😉

Categoria:Sem categoria

CNPH

Presente no segmento médico-hospitalar desde 1994, a CNPH oferece a seus clientes produtos e serviços de alta performance, tecnologia, inovação e conceito, tendo como objetivo o auxílio de profissionais de diversas áreas da saúde, na escolha de produtos e equipamentos necessários para o atendimento do paciente com total segurança.

Comentários

  1. Gostei muito do artigo, e o tema é de suma importância para os profissionais da saúde, acredito que é merecido a tratativa deste tema num dos nossos encontros mensais, para uma discussão, entre os profissionais.

    Parabéns pela iniciativa.

    • Olá Eliene, obrigada por seu comentário!
      Nós da CNPH nos preocupamos com o bem-estar dos profissionais da área da saúde e sabemos da importância de falar sobre esse tema. Nosso objetivo é abordar assuntos relacionados, colaborando com informações sobre melhorias para o dia a dia desses profissionais.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *